Arquivo da categoria: Dicas para gateiros

7 Dicas para seu gato beber mais água

Por Andee Bingham (do portal iHeartCats)
Tradução livre por Fernanda Francoh (Cat Care)

Gatos que não bebem água o suficiente correm sérios riscos de saúde, uma vez que a água tem um papel fundamental no bom funcionamento dos órgãos. E, dependendo da estação do ano e do clima, é preciso redobrar a atenção quanto à necessidade da hidratação constante do seu animal. Leia essas dicas e mantenha seu gato hidratado e saudável!

1. Mantenha a água sempre fresca

Foto: Reprodução/Pinterest
Foto: Reprodução/Pinterest

Os gatos não curtem beber água se ela estiver muito parada ou “velha”. Se houver pelo e poeira na superfíce, restos de comida no fundo e até mesmo lodo na borda do bebedouro, eles podem entender como ameaças à saúde deles (e com razão). Troque diariamente toda a água do bebedouro e torne isso um hábito.

2. Fontes de água

Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

Se você não puder trocar a água na frequência que seu gato gostaria, considere ter uma ou mais fontes na sua casa, assim a água do seu gatinho ficará sempre fresca e com o mínimo de esforço da sua parte.

3. Bebedouros devem ficar longe da comida

Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

Muitos gatos não vão beber água se o bebedouro estiver muito perto do comedouro pois o cheiro da comida é processado por eles como “água contaminada”. Experimente colocar o bebedouro do seu gato o mais distante possível da comida, e se possível em outro ambiente.

4. Espalhe bebedouros pela casa

Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

Colocar vários bebedouros pela casa pode ser muito útil em várias situações:

Se na sua casa vivem muitos gatos, um bebedouro apenas pode ser motivo de tensão, pois muitos animais deixam de usar o bebedouro e até mesmo a caixa de areia por se sentirem vulneráveis e com medo de serem atacados. Essa tensão pode ser muito sutil e você pode nem notar que ela está acontecendo. Para evitar essa situação, espalhe mais bebedouros em diferentes ambientes da casa.

Se o seu gato é idoso ou possui problemas de mobilidade, pode ser doloroso para ele caminhar grandes distâncias para beber água. Tente colocar um bebedouro perto do seu cantinho predileto e espalhe outros bebedouros em diferentes pontos da casa, assim sempre haverá água por perto.

Se a sua casa tiver mais de um andar ou for muito grande, seu gato pode não estar bebendo água o suficiente se ele tiver que desviar do seu caminho a cada vez que quiser beber água. Espalhe bebedouros em cada andar da casa e em vários ambientes diferentes, pois isso vai ajudar muito.

5. Mude o tipo de bebedouro

Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

Gatos são muito exigentes – e sensíveis – quanto ao material e formato do bebedouro. Se o seu gato não está bebendo água o suficiente, experimente utilizar outros materiais como vidro, inox, cerâmica, e observe se ele tem alguma preferência. Evite o plástico, pois pode provocar alergias.

Além da preferência por determinados materiais, o bigode dos gatos é também muito sensível e alguns vão evitar o bebedouro se o bigode encostar na vasilha enquanto bebem água.

Se você observar que o seu gato gosta de beber a água do copo de vidro que você utiliza, ao invés de dar bronca ou repreendê-lo por seu comportamento, você pode deixar um ou dois copos de vidro a mais com água para ele beber.

6. Bola de gelo

Este vídeo divertido mostra gatos lambendo uma bola de gelo. É uma ótima maneira de manter o seu gatinho hidratado e tornar sua rotina mais divertida. Também é uma excelente forma de proteger seu gato do calor durante os dias mais quentes.

7. Sirva mais ração úmida

Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

A ração úmida é outra forma de manter seu gatinho mais hidratado, pois possui bem mais água em sua composição do que as rações secas.

Leia outros artigos:

Como escolher o melhor tipo de areia sanitária para o seu gato em 5 passos

Saiba por que seu gato adora dormir na sua cadeira

8 cuidados para deixar seu gato idoso mais feliz

Gateiros também viajam. Saiba como garantir o conforto do seu gatinho enquanto você viaja

 

6 Dicas para proteger seu gato neste inverno

Por Fernanda Francoh (Cat Care)

Estamos em plena véspera do dia mais curto do ano: o solstício de inverno, que acontecerá no próximo dia 21 de junho. Durante este período é importante adotarmos alguns cuidados especiais para que nossos amigos fiquem aquecidos, saudáveis e felizes.

Confira a seguir algumas dicas que você pode incorporar facilmente para tornar o dia a dia do seu animal mais acolhedor.

1 – Caixas de papelão

Foto: Reprodução/Internet

Gatos se sentem acolhidos, protegidos e seguros em caixas de papelão. Por manterem uma temperatura acolhedora, as caixas de papelão funcionam como verdadeiros abrigos para nossos amigos, proporcionando uma intensa sensação de segurança e proteção.

Além disso, podem servir de arranhadores onde eles também podem facilmente marcar o seu território. Segundo estudos realizados em uma universidade na Holanda, a caixa de papelão também ajuda a controlar o estresse e facilita situações de adaptação.

2 – Banhos de sol

Foto: Keagiles/Wikipédia

Banhos de sol são importantes por várias razões. Muitos gatos gostam de cochilar tomando sol e isto não é à toa: enquanto estão dormindo, a temperatura corporal deles diminui por estarem relaxados e imóveis, por isso preferem dormir em locais quentes, de forma a manter a temperatura corporal equilibrada.

O sol também melhora o humor, pois estimula a produção de serotonina (neurotransmissor ligado ao bem-estar e à alegria de viver) e a qualidade de sono, pois a luz solar durante o dia aumenta de forma natural a produção de melatonina durante a noite.

3 – Coloque arranhadores e caminhas próximos a janelas

Foto: Divulgação/Gatton

Uma das formas de estimular os animais ao banho de sol é instalar prateleiras, arranhadores ou caminhas próximos às janelas. Além de servir como estímulo para seu gato observar a movimentação lá fora, ele ainda poderá curtir um bom tempo tomando sol com conforto e segurança.

4 – Espalhe mantas e cobertores

Foto: Reprodução/Internet

Espalhe mantinhas e cobertores pela casa — em cantinhos estratégicos como sofás, cadeiras, cama, prateleiras, em cima da geladeira e locais onde seu amigo gosta de apreciar um relax —, pois eles ajudam a proporcionar conforto e mantêm os animais aquecidos.

5 – Cuidado com correntes de ar

Os locais onde os animais descansam devem ser protegidos e aconchegantes. Assim, fique atento (a) a portas e janelas que possam estar abertas desnecessariamente, causando correntes de ar e reduzindo a temperatura do ambiente.

6 – Dormir mais é normal

Foto: Thinkstock 

Nosso relógio biológico interno que controla o sono funciona à base da quantidade de luz no ambiente: quanto mais escuro e calmo um ambiente, maiores serão os níveis de melatonina – hormônio fabricado pela glândula pineal responsável por regular o sono em nosso organismo.

Assim, durante o inverno, com o metabolismo menos acelerado e a diminuição do período de sol, nosso organismo acaba ficando satisfeito quando dormimos mais.

Analogamente, cães e gatos também possuem uma necessidade maior de sono durante o inverno.