Comedouros elevados: o maior presente para o seu gato

Por Fernanda Francoh (Cat Care)

(Fig 1 – Foto: Modern Cat)

Não basta amarmos nossos animais, precisamos cuidar, e para cuidar precisamos saber o que contribui para que estejam sempre saudáveis e tranquilos.

Como o seu gato come?

Você já parou para pensar que onde e como seu animal se alimenta são detalhes tão importantes quanto a qualidade do alimento que ele ingere?

Normalmente, o que vemos com maior frequência são comedouros colocados diretamente no chão, de forma que o animal precisa abaixar a cabeça para se alimentar. No entanto, essa é uma postura completamente antinatural e prejudicial para o gato. Vamos entender por quê.

O que acontece quando seu gato come ao nível do chão

Quando o comedouro do gato esta ao nível do chão, seu estômago é comprimido, o que gera um enorme desconforto físico.

Elevar o comedouro permite ao animal uma postura mais natural e confortável, evitando problemas futuros não apenas digestivos, mas também no quadril e na coluna.

(Fig. 2 – Gatobranco.com)

Benefícios dos comedouros/bebedouros elevados

      • Mais conforto na hora das refeições;
      • Promove uma melhor digestão;
      • Diminui e evita a incidência de refluxos e vômitos;
      • Beneficia gatos de todas as idades, mas em especial os idosos ou com alguma debilidade: com a fraqueza muscular e uma maior fragilidade nas articulações, muitos animais com o tempo apresentam maior dificuldade em se abaixar para pegar o alimento. Desta forma, acabam deixando de ingerir nutrientes necessários para o cultivo de sua energia vital. O comedouro elevado facilitará esse processo, evitando maiores desgastes físicos e estimulando uma boa alimentação, evitando inclusive quadros de desnutrição;
      • É mais higiênico e evita o contato com insetos indesejados (como as formigas, por exemplo): por estar a uma certa altura do chão, o comedouro (principalmente os modelos com uma base como na figura 1) terá menor contato com a sujeira, insetos e impurezas presentes no chão.

     

Como escolher o comedouro para o seu gato

Os produtos disponíveis em pet shops nem sempre refletem as reais necessidades dos animais. Portanto é de extrema importância que nós, tutores e cuidadores, busquemos um conhecimento do que favoreça a natureza de nossos animais, podendo assim escolher produtos mais funcionais e que proporcionem saúde, conforto e respeitem suas necessidades e anatomia.

A boa notícia é que já existem hoje em dia alguns modelos de comedouros feitos com o intuito de verdadeiramente atender às necessidades dos nossos animais: é com certeza o caso dos comedouros elevados.

Aos que apreciam um design mais charmoso e moderno, tem este modelo importado “stress-free” da Trendy Pet (Foto: Divulgação)

 

Peças em louças estilosas como esta também podem se tornar comedouros para o seu gato (Foto: Amazon)
Este comedouro em formato raso e côncavo é um modelo produzido pela Pet Games (Foto: Divulgação)

O comedouro do seu animal deve atender aos seguintes detalhes funcionais:

  • material atóxico e lavável;
  • altura que alinhe com a região do peito e cotovelo do animal (ver fig. 2) (em torno de 11 cm para gatos adultos; no caso de gatos filhotes, a altura deve ser adaptada respeitando sua anatomia);
  • diâmetro largo o suficiente para que o animal não encoste os bigodes ao se alimentar (em torno de 13 cm);
  • estrutura antiderrapante, garantindo a estabilidade do recipiente na hora da alimentação.

Ha vários modelos disponíveis no mercado, então vale lembrar que o critério mais importante de todos é que, além de respeitar a anatomia do seu gato e as características funcionais que mencionamos, o comedouro agrade o seu bichano. Portanto a dica aqui é experimentar e observar o que mais faz sucesso.

E o bebedouro?

Valem os mesmos critérios na escolha do bebedouro, considerando os seguintes cuidados adicionais:

  • é altamente recomendável disponibilizar ao seu animal ao menos uma fonte com água corrente;
  • prefira materiais como vidro, inox, cerâmica ou barro, pois mantêm a água mais fresca;
  • evite alumínio e plásticos sem tratamento antimicrobiano;
  • lave a fonte ou bebedouro com frequência (de preferência diariamente), de forma a manter a água sempre fresca e limpa;
  • evite fontes com bombas muito barulhentas, prefira as mais silenciosas;
  • disponha o bebedouro ou fonte o mais distante possível dos comedouros, pois o cheiro da comida é processado por eles como “água contaminada”. Portanto, não recomendamos dispor o bebedouro ao lado do comedouro;
  • leia mais dicas interessantes em nosso artigo7 Dicas para seu gato beber mais agua”.

Gostou desse artigo? Compartilhe e comente sua experiência com a gente!

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: