Arquivo da tag: conscientização

GPA – Grupo de Proteção aos Animais

A Organização Não-Governamental GPA – GRUPO DE PROTEÇÃO AOS ANIMAIS é uma entidade sem fins lucrativos, que tem por objetivo apoiar e desenvolver ações para a defesa, elevação e manutenção da qualidade de vida e garantir os direitos dos animais, através de campanhas educativas.

O GPA procura conscientizar a população de modo geral para que todos compreendam e tomem atitudes, já que os animais são seres sencientes e assim sofrem diante de abandono e maus-tratos.

Trabalhar pelo bem estar de animais em Manaus por meio de atividades de educação e conscientização, visando à diminuição de maus-tratos e de seu abandono nas vias públicas, atuando em conjunto com entidades públicas e privadas e tendo em vista a guarda responsável.

O GPA não recolhe animais, nem possui abrigos e trabalha justamente para que o mundo não precise dessas instituições! Nunca mais!

ULA! – União Libertária Animal

O ULA! – União Libertária Animal é um grupo autônomo, auto-gestionário, sem fins lucrativos e de trabalho voluntário. Segue uma linha abolicionista (banimento da exploração animal), compondo o Movimento de Libertação Animal. Por isso, tem uma perspectiva no âmbito sociopolítico, de transformação social, visando a legalização e legitimação dos Direitos Animais, e não apenas de proteção animal e bem-estarismo (sanitarista, assistencialista e especista).

De acordo com Tom Regan, professor emérito de Filosofia da Universidade da Carolina do Norte e um dos maiores nomes em Bioética, todos os animais sencientes (que sentem), independente da espécie, são sujeitos-de-uma-vida, e não vidas-sem-sujeito como as plantas; então, são conscientes de suas vidas e ambiente. Portanto, são sujeitos de direitos e não devem ser usados como meios para nossos fins, pois estão no mundo para suas próprias razões e isso seria a escravização desses seres.

O grupo não trabalha em prol apenas das vítimas da exploração mais visíveis aos nossos olhos, os cães e gatos; mas luta pelo fim da escravidão e crueldade contra toda e qualquer vida senciente, a fim de eliminar hábitos e atitudes especistas (preconceito e subjugação de outras espécies), defendendo o Veganismo (o boicote/não financiamento a atos e produtos que pratiquem exploração animal) como medida fundamental para o fim de toda barbárie cometida contra animais não-humanos.

O ULA é o primeiro e único grupo com essa proposta na Zona Oeste do Rio de Janeiro, atuando mais diretamente nos bairros de Campo Grande, Guaratiba e Bangu, agindo com as seguintes medidas:

CONSCIENTIZAÇÃO – expor e refletir sobre todas as formas de exploração animal que acontecem longe dos olhos da população e prover medidas individuais e coletivas para o fim destas. Isso acontece por meio de campanhas,intervenção urbana, exibição de vídeos, site informacional, panfletos informativos, participação em eventos, etc.

CASTRAÇÃO – viabilização de castrações para animais carentes, diminuindo a superpopulação e abandono, e conseqüente maus tratos e zoonoses. Além de incutir a importância e o hábito do controle populacional dos animais domésticos.

Estas são medidas de mudança social, estrutural, profiláticas, com conseqüências e benefícios permanentes.

O ULA! tem um trabalho que visa quebrar um antigo paradigma, o antropocentrismo, e mostrar à população o novo, o biocentrismo, a fim de promover uma transformação social a partir de uma consciência crítica e de uma ética transformadora. O grupo é contra toda e qualquer forma de exploração animal para benefício humano (seja para entretenimento, conforto, vestuário, alimentação, lucro, trabalho, etc.).

Queremos incentivar e incutir em cada pessoa a idéia de que a ação individual em prol dos animais e do meio ambiente é a melhor forma de mudar a realidade. Cada um pode e deve fazer a sua parte, desde pequenos atos cotidianos até grandes manifestações – só depende da própria vontade e iniciativa.

“Os valores são os seguintes: os animais têm direitos morais básicos, incluindo o direito à liberdade, à integridade física e à vida. E os compromissos? Que lutemos, não apenas por um mês ou um ano, mas sim pela vida toda, para garantirmos que um dia esses direitos sejam reconhecidos.” (Tom Regan, Prefácio à edição brasileira de Jaulas Vazias, 2005)

Todos podem se tornar membros do grupo, participando da forma que puderem e quiserem.

ONG Patas

A ONG Patas tem como missão recolher, abrigar, proteger, tratar e proporcionar um novo lar para os animais abandonados da cidade de Bebedouro/ SP.

Todos os animais com mais de 05 meses são castrados antes de serem doados.

Entre nossos objetivos, estão:

– Elaborar Murais, Cartilhas Educativas Infantis, Palestras em Faculdades e Escolas;
– Buscar parceiros e pessoas que possam ser sócias de nossa Ong. Pessoas da sociedade em geral, veterinários,    empresários, pet shops, comércio de rações e produtos diversos. Todos os sócios e parceiros terão seus nomes divulgados em nosso site, seja através da propaganda de seu negócio ou através de agradecimentos pela sua colaboração;
– Realizar visitas periódicas para verificar se os animais adotados estão sendo bem tratados;
– Contatar pessoas que possam abrigar provisóriamente um ou mais animais até que os mesmos sejam adotados;
– Fazer periodicamente feiras de doação de animais abandonados, todo segundo sábado de cada mês.

Pet Feliz

A Pet Feliz tem como principal objetivo melhorar a qualidade de vida dos animaizinhos. Quando encontramos algum animal necessitado nas ruas, ou mesmo que esteja sendo maltratado por seu tutor, nos sentimos no dever de ajudar, então recolhemos, cuidamos, vacinamos, vermifugamos, castramos e doamos… Esta é nossa felicidade.

Os bichinhos são nossos patrões, a felicidade deles é nosso salário. Mas nem sempre é assim, nem todos os animais têm um final feliz, nem todos sobrevivem ou ou muitas vezes demoram a encontrar seu dono. Sabemos que todo bichinho tem seu tutor, só precisamos ter paciência para ajudá-loa a encontrar. Temos tido muito sucesso nestes 19 anos ajudando os bichinhos de rua.

Já foram mais de 800 animais doados até 05/2009. O que eu e meu esposo ganhamos com isto? Alegria e paz no coração.

Por mais que façamos ainda é muito pouco. Se cada um fizer um pouquinho poderemos dar uma vida melhor aos animais. O que você acha de andar com um estojinho como este com alguns palitinhos (que são sequinhos e os cães adoram) na bolsa ou no seu carro? Na minha bolsa isto não falta, além da um punhado de ração que carrego sempre comigo na minha moto.

Da próxima vez que você encontrar um bichinho necessitado ajude-o dando um pouco de água, um pouco de comida, castrando, arrumando um lar para ele… Você verá como é gratificante poder ajudar.

Muito obrigada a todos que nos ajudam a ajudar ainda mais bichinhos. Eles são nossa inspiração, nossa força e nossa alegria!

AILA – Aliança Internacional do Animal

A Aliança Internacional do Animal (AILA) nasceu como um Projeto de Responsabilidade Social e evoluiu para  uma entidade filantrópica não-governamental, sem fins lucrativos, com o objetivo de defesa dos Direitos dos Animais, propondo ações educativas junto às comunidades, especialmente as carentes, em todo o Brasil, oferecendo uma formação humana fundamentada no respeito à vida, em todas as suas manifestações.

Nossa causa é justa e nobre e busca incessantemente a conscientização do homem para a importância do animal (não humano) na nossa própria sobrevivência.

Como Atuamos

A entidade assume, desde sua fundação em 1999, uma postura construtiva, denunciando o desrespeito contra a dignidade dos animais, ao mesmo tempo em que propõe e desenvolve ações concretas e viáveis para solucionar os problemas identificados, protegendo os animais de ações perversas, praticadas pela sociedade.

Nossos Objetivos

Nestes 10 anos a AILA vem realizando importantes serviços, que demonstram a não aceitação do fato de protestar sem ter uma solução viável, tais como:

1. Educar a população dentro dos princípios do amor a todos os seres e do respeito à vida, bem como destacar a Posse Responsável do animal não humano.
a. Esta ação educativa inclui a conscientização do abuso que constitui a utilização de animais em experimentos.
b. Impedir e reprimir atos de crueldade, abuso ou maus-tratos contra animais.
c. Reduzir e Eliminar a prática de exposição de animais em Circos e outros eventos

2. Prestar assistência a animais domésticos abandonados, sem dono, que estejam doentes, feridos ou em situação de risco iminente, abrigando-os, tratando e buscando que sejam adotados.
3. Unidade Móvel de Esterilização e Educação – UMEE
4. Fazer cumprir o Decreto Federal 24.645/34, a Lei de Crimes Ambientais 9.605/98 e outras leis que tratam da manutenção da integridade física e psicológica dos animais.
5. Abrigo com casas-condominio para animais domésticos que vivem em grupos
6. Atendimento Clínico Veterinário a baixo custo.

Com quem Contamos

A AILA tem presente que os formadores de opinião, são uns dos melhores recursos para a conscientização espontânea de propósitos tão benéficos à sociedade. Assim mantém atualizados os contatos com Governo, Imprensa, Setor Privado, Fornecedores, Escolas, Veterinários, Entidades de Classe e Religiosas, além do Cidadão, buscando, em conjunto, soluções.

Nossos Resultados

Desde a sua fundação até janeiro de 2009, o AILA abrigou, esterilizou, animais, resgatou  e conseguiu adoção de milhares de cães e gatos. Além disso, foram efetuadas consultas clinicas e cirurgias em animais da população carente e animais resgatados das ruas pela entidade.

Ila Franco
Presidente da AILA